in ,

Definição de Sucesso conforme Andrew Carnegie

Andrew Carnegie emigrou quando criança da Escócia para os Estados Unidos em 1848, com praticamente nada. Cinquenta e três anos mais tarde, ele era o homem mais rico do mundo.

Em 1908, um jovem jornalista chamado Napoleon Hill conheceu o magnata do aço, quando ele estava no auge de seu poder. Carnegie admirado com o talento de Hill decidiu que ele seria o veículo para suas muitas idéias sobre como alcançar o sucesso.

As conversas se tornariam a base para todos os escritos de Hill  incluindo o livro lançado em1937 de “Pense e Enriqueça“, que é um dos livros mais vendidos de todos os tempos. Hill recolheu e editou as notas das conversas iniciais com Carnegie e os publicou em 1948 como “Think Your Way to Wealth“.

Em um ponto de uma certa discussão como é contada no livro, Napoleon questiona como Carnegie define o sucesso. Carnegie responde dizendo sucesso é: “O poder que através dele você pode adquirir qualquer demanda da vida sem violar os direitos dos outros.

Hill, em seguida, disse que a sorte muitas vezes desempenha um papel mais importante no sucesso, porém Carnegie refutou a idéia. “Um homem pode, e às vezes através de mero acaso ou sorte, cair em oportunidades, mas ele têm uma maneira estranha de cair fora destas oportunidades na primeira oposição que surgir“.

Essencialmente, diz ele, a sorte pode trazer às pessoas oportunidades de sucesso para demonstrar suas habilidades, mas uma pessoa sem talento ou esforço só pode montar uma onda de sorte por tanto tempo.

 

O poder que através dele você pode adquirir qualquer demanda da vida sem violar os direitos dos outros

 

Carnegie, em seguida, explica que o “poder” que ele se refere em sua definição de sucesso possui 10 elementos:

  • O hábito de definição de propósito
  • Rapidez de decisão
  • Solidez de caráter (honestidade intencional)
  • Disciplina rigorosa sobre as emoções
  • Desejo obsessivo de prestar um serviço útil
  • O conhecimento profundo da ocupação
  • Tolerância em todas as áreas
  • Lealdade para com seus associados e fé em um Ser Supremo
  • Contínua sede por conhecimento
  • Prontidão da imaginação

 

O elemento religioso obrigatório do sistema de crença de Carnegie é baseado em sua crença na “fé aplicada”. Que diz que “O que quer que dirija você, é necessário que você tenha uma forte crença em si mesmo e que esteja alinhado com o seu propósito e que você aja com confiança total”.

E, finalmente, de acordo com a Carnegie, o verdadeiro sucesso não lucra se aproveitando de outros. Em “Pense e Enriqueça”, Hill diz que não é mera coincidência que a história está cheia de exemplos de tiranos e ditadores que foram derrubados. As pessoas mais bem sucedidas sabem como trabalhar em harmonia com os outros, e não o domínio sobre eles.

 

Esse artigo foi adaptado da Business Insider.

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Diego Mendes

Written by Diego Mendes

Um pensador, curador de conteúdo, desenvolvedor de sistemas de 36 anos que ama camelos e que tem buscado fazer a melhor jornada nessa vida. Sim, curador de conteúdo, parte do que escrevo são traduções de grandes artigos escritos em inglês ou espanhol.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

Build Your Ideal Date And We’ll Tell You Who You Are. Personality Quiz

Porquê nem sempre deve-se promover profissionais de alta performance a cargos de gestão