in

Deserto

Não sei se sou fã de deserto porque tenho parte de meu sangue árabe ou pela quietude e beleza que ele oferece, mas sou extremamente fascinado por esse tipo de ecossistema.

Deserto tem sido utilizado em algumas comparações como um lugar difícil de se viver, não por menos, pois a própria definição de deserto é de um lugar que recebe pouca precipitação pluviométrica, pouca água e sem água não há vida. Porém eu tenho uma visão um pouco diferente de deserto, eu vejo ele como um lugar que pode representar várias fases de nossas vidas.

Uma das figuras mais emblemáticas e inspiradoras da história humana foi Jesus, muitas histórias, ensinamentos partiram e tem partido dele. E uma das coisas mais interessantes é como a Bíblia retrata seu começo:

Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diaboMateus 4:1

O início da jornada que Jesus conduziu se iniciou no deserto, no relato bíblico podemos notar que ele foi levado ao deserto pelo Espírito, aqui o Espírito é citado como o espírito de Deus, o mentor que Jesus possuia, seu coach. Continuando com o relato bíblico podemos observar que muita coisa aconteceu lá, como já indica o próprio início do texto Jesus foi desafiado pelo diabo e no fim de todo o relato nós temos:

Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam. Mateus 4:11 

No final de seu desafio, o texto bíblico relata que Jesus superou os desafios apresentados pelo seu opositor e foi servido por anjos.

E o que essa história relatada pode nos ensinar? Em meu ponto de vista podemos aprender:

1) O deserto é uma experiência comum a todos nós.

Todos nós, sem exceção alguma, enfrentaremos desafios em nossa jornada desde em nossos empreendimentos, nossos trabalhos, com nossas famílias, nossa saúde ou qualquer outra área que possa estar passando por sua mente.

2) O deserto não tem hora marcada.

O deserto muitas vezes pode ser imprevisível, pode aparecer a qualquer momento, pode aparecer depois de grandes vitórias ou alegrias, depois de um tempo de marasmo. Mas ele vai vir em algum momento.

3) O deserto é por tempo determinado.

Enquanto estamos no deserto pode parecer que não tem fim, mas por experiência própria posso afirmar que ele tem tempo determinado. Jesus passou 40 dias no deserto.

4) O deserto tem um propósito.

Saiba de algo: Há um propósito no teu deserto. E geralmente esse propósito é fortemente relacionado ao seu crescimento.

No deserto ficamos, muitas vezes, numa posição de fraqueza e sem reação, levando em conta que ele pode ir drenando nossas forças através da severidade de seu clima.

Mas também uma das grandes coisas é que ele pode te levar a superações e transformações que você nunca imaginaria que poderia viver. Basta olharmos para a história de várias pessoas que tiraram de suas dificuldades as maiores vitórias, não nos faltam exemplos. A história retratada no filme À Procura da Felicidade  do Christopher Gardner é uma história de como viver, não desistir e superar no seu deserto.

E nós da Kamellos nos propomos a estar contigo nesses períodos onde a superação e o crescimento são as mais sábias atitudes e decisões a serem tomadas.

Aproveite! Viva o seu deserto e se quiser companhia, conte conosco!

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Diego Mendes

Written by Diego Mendes

Um pensador, curador de conteúdo, desenvolvedor de sistemas de 36 anos que ama camelos e que tem buscado fazer a melhor jornada nessa vida. Sim, curador de conteúdo, parte do que escrevo são traduções de grandes artigos escritos em inglês ou espanhol.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Loading…

4 Maneiras de Trabalhar Sua Liderança Antes Mesmo de Se Vestir

O Lado Ruim de Ser “Super Produtivo”