in

Rio 2016

Eu gosto de Olimpíadas. É uma das coisas que acompanho desde minha infância e está presente nas minhas mais remotas lembranças. Eu gosto de esportes em geral na verdade. Eu sou daqueles vermes que gosta de qualquer esporte, sabe? Daqueles que assiste, faz comentário (comigo mesmo, óbvio), vibra, se irrita, se emociona, tudo!

Eu normalmente acompanho basquete, futebol, futebol americano, tênis, vôlei, X-Games, Rugby, competições de Crossfit, campeonato de futebol de botão, Fórmula 1, olimpíadas de inverno… o que eu puder! E quando acontece uma Olimpíada então é o delírio, eu tento acompanhar o máximo!

Certamente é o maior evento de esportes que existe, maior que Copa do Mundo ou qualquer outra coisa do gênero. Na verdade não sei se existe um evento que consegue mobilizar tantas pessoas de tantos lugares do mundo como uma Olimpíada. É realmente fantástico!

Não, eu não comecei esse texto de forma positiva para agora começar a falar dos pontos negativos, a criticar gastos, a tocha, organização, infraestrutura e coisas do tipo. Disso a internê está cheia! O esporte em qualquer modalidade e em qualquer nível pode nos proporcionar momentos extraordinários e é nisso que eu quero focar.

Esporte é uma fonte inesgotável de histórias de superação, de conquistas, do impossível se tornando possível, daquele que não era para dar certo na vida fazendo um país inteiro feliz. Aqui no Brasil por exemplo, é comum (infelizmente) vermos histórias de pessoas que se desdobram para se manter como atleta. Muitos treinam anos com o mesmo tênis e a mesma roupa, tem de acordar no meio da madrugada para trabalhar em dois, três empregos e ainda treinar! Perdem patrocínio, se machucam, treinam em situações que não são ideais, mas mesmo assim vão em frente. E como é legal quando esses improváveis vencem!

Ver um atleta chorando, seja enquanto beija sua medalha celebrando uma vitória ou pela frustração de uma derrota, tem um peso muito maior do que apenas a emoção do momento. É a história da vida da pessoa. Ela viveu uma vida de esforço, de superação física e mental para ser a melhor.

Drama Olimpic
É pra abraçar a TV e chorar junto.

Algo bastante citado durante os jogos é o tal do “espírito olímpico”. Eu sinceramente não sei se isso tem um significado específico, mas eu creio que a expressão representa a vontade de vencer, de ir além dos próprios limites.

Se você nunca sentiu nada em relação à Olimpíadas, de uma chance à você mesmo. E tenho uma dica que não tem erro: atletismo. Isso mesmo! Especialmente a final dos 100 metros rasos. O clima que envolve essa prova é arrebatador. Enquanto os nomes dos corredores são anunciados, a câmera vai passando por eles para mostrar quem é quem. Nessa hora podemos ver toda a tensão e concentração dos atletas. Eles estão a poucos momentos do maior objetivo da carreira deles. Pense nisso, o maior objetivo da carreira! Falhar não é uma possibilidade e vencer é o único objetivo. É o maior evento de todos e vencer certamente é a chance de imortalizar o nome no esporte.

largada 100
O momento que o coração e o corpo disparam!

Quando eles se posicionam para a largada acontece o que eu creio que seja o momento mais intenso, talvez de todo o evento: o estádio fica em silêncio total. Eu fico imaginando como os atletas se sentem. São apenas 100 metros. Menos de 10 segundos! E apenas um vencedor. É preciso muito preparo físico e mental para ser bem sucedido. Quando tem o estouro da largada, eles correm como se não houvesse amanhã, como se continuar vivendo dependesse daquilo. E poucos segundos depois tudo acaba e o público vibra alucinadamente. É muito mais do que apenas 10 segundos. Tem muita coisa para saborear.

Se você nunca deu atenção para uma Olimpíada, te digo que esse é o momento perfeito. É no nosso país. Nós somos um povo alegre e vibrante que contagia o mundo todo com nosso sorriso. Veja além dos problemas. Vá além e desfrute desse momento, com certeza você não vai se arrepender 😉

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Written by Chico Milk

Chico Milk nasceu em Guarapuava City Paradise. Um dos quatro seres viventes. Guitarrista low profile, amante de dias frios, chuvosos e cinzentos, bebedor nato de café com leite, leitor de livros e quadrinhos.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Sonhos, ou melhor, $onho$

Masculinidade: você tem noção de como isso é importante?